Muita Paz e muita Luz

Muita Paz e muita Luz

terça-feira, 3 de maio de 2011

Um lamento


Cansaço, tristeza, desalento.
Nas mãos suporto o peso do lamento
Que em mim chora,em mim mora
E aos meus olhos aflora.
Sinto o morno das mãos na testa fria
E um pouco do alívio que queria .
Vida,vida que me fazes?
Tudo crias e desfazes ...
Deixa-me descansar,viver e sonhar.
Não quero ser um farrapo
Ou boneca de trapo,
Barco abandonado,gaivota perdida
Nem sequer humana de alma ferida .
Cansaço, tristeza, desalento
E uns versos à laia de lamento.
*Milaica*

Um comentário:

VitalBicho disse...

Continuo a deliciar me com o que escreves, como no dia longínquo, que tropecei no teu espaço e fiquei preso por toda a beleza e sentimento
Obrigado por compartilhares
Sempre Amigo
VitalBicho